quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Metas 2016 X 2017

Fala galera da Finansfera!

Janeiro já passou da metade, o ano está voando kkkkk.

Antes que janeiro termine, vou fazer um breve balanço sobre as metas de 2016 e traças as metas para 2017. Faço este balanço no blog pois com certeza esqueceria se somente anotasse.

Em 2016 tinha feito um post que não está mais ativo mas vou replicá-lo aqui seguido dos comentários se consegui atingir ou não.

Fala galera!

Demorei um pouco mas tracei as metas para 2016. Como todos da blogosfera, também tracei uma estratégia um pouco ousada para cumprir neste ano. Ao meu ver, as metas tem que ser plausíveis, no entanto não podem ser fáceis demais de serem atingidas, elas têm que requerer um pouco de sacrifício e dedicação. Aprendi que para atingir um objetivo grande, primeiro é preciso traçar vários objetivos pequenos e assim ir conquistando um a um até conseguir conquistar o maior de todos. Claro que ajustes sempre são feitos ao longo do caminho mas o planejamento deve ser seguido ao máximo.

Minhas metas são um pouco ousadas considerando que a qualidade de vida está em primeiro lugar para mim. Não esbanjo por aí gastando e ostentando as coisas, procuro sempre viver bem, estar em bons lugares, viajar, comer bem, tudo isso dentro da normalidade com preços acessíveis. Por exemplo, gosto de viajar e tenho planos para este ano, no entanto não compro passagem cara demais, aproveito milhagens, procuro uma época boa que não seja de alta temporada e uma estadia confortável e segura com bom preço que sempre achamos. Sim, são vários fatores para análise mas acredite, pode-se viajar bem gastando pouco. Qualquer hora dessas faço um post falando disso. Não fiz o post até hoje! Mas viajei bastante!

Bom, e as metas? Ah sim, vamos a elas:

Em ações: 

Pretendo aumentar posição gradativamente. Por enquanto estou somente com CMIG4. Pretendo aumentar posição nela, incluir um banco e um varejo. A ideia é manter entre 13 a 15% da carteira em ações que paguem bons dividendos. Por enquanto não quero nada com siderúrgicas nem petróleo.
Aumento previsto para 2016 de  250% em relação ao fechamento de 2015.
 Pois é pessoal, no quesito ações eu superei a meta até demais. Aumentei a posição com Grendene, Ambev, Cielo, BB Seguridade e Itaú elevando assim o percentual da carteira em 1242,67%

Em Tesouro Direto:

Essa é a maior composição da carteira, algo em torno de 60 a 70%. Para este ano pretendo aumentar posição em títulos com vencimento entre 2019 a 2024. Estava comprando com pagamento de cupom semestral mas desisti, como não preciso deste dinheiro e se caso precisar posso tirar do SELIC, resolvi que só vou comprar os IPCA+ e SELIC,  os prefixados estão mais ou menos né, como não sabemos a inflação para o ano, talvez não seja bom ficar comprando este título. Tenho prefixado a 12,20% e a 13,30% quando a inflação estava abaixo de 8%, sei lá e agora.... quase não há ganho real.
Aumento previsto para 2016 de  60% em relação ao fechamento de 2015.
Já no TD a coisa foi bem diferente. Eu pretendia aumentar bem a posição principalmente comprando para 2019 e 2024 mas mudei radicalmente de ideia e como não precisarei deste dinheiro, resolvi comprar somente o 2035 sem pagamento de cupom. 
Além de ter decidido isto, ainda coloquei uma margem de mínimo de IPCA + 6% para a compra de TD 2035. Consegui efetuar umas compras, 7,82%, 7,1% 6,31% e como tive outras oportunidades então não atingi a meta ficando apenas 46,5% no ano. 

Em FII

Estes fundos que foram novidades no fim do ano de 2015. Comecei a estudar eles e ví uma boa oportunidade de ter renda passiva mensalmente. Vejo que muitos investidores tem uma boa carteira sem se preocupar com o preço da ação pois o importante é o valor mensal recebido. Considerando que meus investimentos são com a finalidade de complementar renda mensal em aposentadoria, resolvi iniciar neste ramo e deve ser onde vou dar uma boa "aportada" ao longo do ano. Nos FII vou reservar de 15 a 25% da carteira. Já comprei alguma coisa no fim de 2015 e início de 2016, agora é manter o ritmo.
Aumento previsto para 2016 de  150% em relação ao fechamento de 2015.
Se TD ficou pra baixo, FII realmente eu investi. Tinha uma ideia de ficar recebendo renda passiva mensalmente mas após alguns meses ví que acabo deixando de ganhar investindo em outra coisa mas como meu foco também é a diversificação, deixei rolar e comprei um pouco mais do que os 150% previstos e fechei o ano com 652,87% .

Na poupança 

Manterei o valor de 2,5 a 3k para emergências super emergenciais que não tem como esperar tirar do SELIC. 
Estudo entrada em alguma LCI ou LCA ou até mesmo CDB. Ainda em estudos somente pela diversificação. Não estou preocupado em pegar o máximo de rendimento em um único investimento, prefiro uma média em todos e diversificar.
Pretendo fechar o ano com renda passiva mensal de 400 reais caindo na conta da corretora todo mês.  
Em relação à poupança eu diminuí este valor para 1k. Ví que nunca uso e se precisar, antes de tirar do SELIC, tem os rendimentos mensais que recebo de FII e cartão de crédito, então acho bobagem deixar muito dinheiro na poupança. Aos poucos fui transferindo a poupança pelos rendimentos dos FII, pois consegui bater a meta dos 400,00 mensais. 

Além do que acabei de comentar em cada ativo, em 2016 iniciei posição em LCI, CDB, Debêntures e CRI. Já tenho valor considerável em CDB distribuídos em CDI e IPCA pois o ano foi bom e somente agora que inflação tá caindo e CDI também.

Por enquanto é isso aí! Ano que vem a gente pega este post e vê o que foi concretizado.

Forte abraço!

Fechamento 2016
Tesouro Direto
46,50%
Ações
1.242,67%
FII
652,87%
Total
524,37%

Metas para 2017 

Deu pra perceber que 2016 foi excelente! Agora em 2017 vou começar com os investimentos no exterior e aumentar pouco as outras posições. As metas não serão tão ousadas.

Ações

Espero aumentar posição em 30% incluindo na carteira uma mineradora e mais alguma coisas que ainda não decidi, precisarei fazer análise e aumentando o percentual em ITUB3. 

TD

Tendo IPCA 2035 acima de 6% eu começo a olhar melhor, passando de 6,2% eu compro e vou seguindo assim durante o ano então a meta será de apenas 25% do que tenho hoje.

FII

Por aqui fico aguardando oportunidades e a meta é aumentar em 40%. Tudo vai depender de como os outros tipos de investimentos vão andar pois eu sempre aporto onde tá mais descontado.

Debêntures e CRI

Gostei dessa modalidade mas entrei com percentual pequeno pois não tem FGC mas a meta pra este ano será de 50%.

CDB

Aportei bem em CDB então só aportarei mais se tiver ótimas oportunidades. Meta de 20%.

LCI

O que tenho de LCI é temporário, comprei pouco e com prazo para 180 dias. Lembra a história de comprar outro carro? Então, provavelmente ela morrerá mas talvez não precise e reinvista, mesmo assim a meta será aumentar em 100%.

Poupança

Valor fixo de 1k em dezembro 2017. Eu chego a 1k e uso, aí começo a colocar lá de novo e fico fazendo isto mas no fim do ano terei que ter 1k.

Investimento internacional

Como venho comentando há alguns meses, este ano começarei os investimentos por lá. Meta de comprar principalmente ETF e algumas ações e quem sabe um ou outro REIT, tudo para deixar para a aposentadoria. Vou comentando mais sobre isso ao longo do ano, acompanham a evolução.

Bom pessoal, ficou um pouco longo mas foi necessário.

Por enquanto é isso.

Abraço a todos!






6 comentários:

  1. BPM,

    Fez bons aportes no TD, pegou boa taxa no 2035, apesar que eu prefiro o 24...

    Tenho receios nesse aporte na mineradora ai rs ..

    Abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Rodolfo,

      Não fiz o total de aporte que queria mas fiz bons sim. Coloquei meta de acima de 6% e continuo com ela.

      Pois é, ainda não estou tão confortável com as mineradoras e por isso elas ainda não entraram na carteira mas é preciso diversificar já que a carteira é de longo prazo e elas podem dar muita alegria ainda.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Fala VDC,

      Vamos dobrar elas depois kkkkk.

      Faz logo outra viagem e desestressaaaaaaa

      Excluir
  3. Cara como vc pretende começar com ETFs no exterior. To começando com IVVB11. O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alison, existem varias maniera de fazer investimentos no exterior mas infelizmente ainda não temos muitos blogs explicando.

      Respondendo sua pergunta, eu estou comecando pelo Interactive Brokers, dê uma olhada nos post de dezembro que tem um tutorial de abertura de conta lá. O IB tem um problema, ele requer no mínimo 10k USD pra começar a operar e isso as vezes é difícil pra muitos mas existe outras corretoras que exigem bem menos como 1K, para saber mais sobre isto veja no site do Investidor Internacional pois ninguém melhor que ele, fez uma série de análises de corretoras ainda.

      Quanto ao IVVB11 eu acho uma excelente ideia. Sabe aquela frase " no excuses"? então, não há desculpas para não investir em algo no exterior e proteger parte do seu patrimônio. Se ainda não conhece como operar lá fora então vá de IVVB11 e comece a estudar, pois quando você estive fera no assunto já tem algo investido.

      Excluir

Deixe aqui seu comentário, colabore com a comunidade rumo à independência financeira!